em

Estou cada dia mais viadinho…

Eu confesso que tô ficando a cada dia mais gayzinho.

Gente, é uma loucura. O meu tesão, a vontade de dar aumenta todo dia. É um negócio de doido.

Lembro-me da biografia de Rock Hudson: conta-se que ele, à medida que envelhecia, ficava mais tesudo e dava cada dia mais. Ficou insaciável.

Eu estou assim. E o pior é que sou casado. Minha mulher, a atual, sabe que sou gay, me apoiou, me ajudou, mas agora está ficando difícil, estou mais viadinho ainda do que era.

Adoro coisas de mulher: calcinha, calcinha boxer (para diminuir a barriga), soutien, meia calça, corpete, cinta linga, passar batom, cuidar da pele, passar cosméticos para embelezar e deixar você mais jovem, enfim, sou todinha mulher, exceto no corpo.

Isso tudo está se complicando, porque agora estou perdendo o interesse pela bucetinha dela.

Não sei o que fazer. Só quero dar a bundinha, gente.

Gosto dela, amo-a muito, mas isso é forte demais em mim.

Também gosto muito de homem, do meu homem, meu namorado.

Estou perdido porque ela, minha mulher é muito mas muito importante para mim. Ela é especial.

Não sei o que faço, apesar de toda minha cultura, experiência, maturidade, vontade.

Estou numa dicotomia… se pudesse ficava com os dois juntos, mas ela não quer. O que faço?

Amo os dois, acreditem mesmo. Amo os dois.

Gosto da bucetinha dela, do corpo dela, dos seios, do cheiro, do cuzinho.

Mas também sou doido com aquele médico, gostoso, come meu cuzinho de me deixar doidinha. Ah, é tão difícil…

Reportar

O que você acha?

Escrito por Anônimo

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *


The reCAPTCHA verification period has expired. Please reload the page.

Um Comentário

Conteúdo 18+
Clique para ver esta postagem

Menstruação

Conteúdo 18+
Clique para ver esta postagem

Manutencao completa em mulhers acima com+ de 50