em

O primeiro chifre o corno jamais esquece

O  primeiro chifre o corno jamais esquece

Oi pessoal voltei incentivado pelos comentários de vcs !

Sou Felipe ,minha esposa é a Rose

Confoirme narrei no conto passado, o Edson,comedor de casadas, fez a proposta a minha esposa ,todo meio sem jeito, receioso, enquanto ela com o coração disparado,encostada na parede ,praticamente encochada ,com as pernas já bambas de tesão , tentando conter a emoção, perguntou: mas é a sua esposa e o meu marido ?

Ele respondeu: minha esposa não é problema, tem um lugar onde eu cultivo certas plantas ornamentais,um pequeno sítio do meu avô,e tem duas cabanas mobiliadas lá e  fica aqui perto 2 kms, estou sempre lá, e ela não gosta de ir , é o local perfeito.(ver detalhes no conto anterior )

E assim ficou agendado ele comeria ela naquele dia mesmo à tarde depois das 17:00 assim que ela saísse do trabalho ele é pegaria lá no trabalho e levaria até o sítio, onde ela me faria de corno um corno mais feliz do mundo. Comeu narrei no conto passado às 17 e 20 eu já estava extremamente ansioso de pau duro no trabalho tentando disfarçar imaginando a minha esposa entrando e 24 cm de rola dura e grossa, me dava até um arrepio na espinha de pensar no tesão que ela tava sentindo.

A 19 e 20 ela me liga era meu intervalo no horário de jantar, me afastei dos amigos pedir licença, e ela me ligou toda feliz dizendo que o Edson superava em muito o Ivan.

Dava para sentir na voz dela que ela estava com muito tesão ainda só de lembrar, E me disse eu te amo amor eu te amo muito, por me deixar sentir imenso prazer, ele é tudo aquilo que a minhas amigas houveram dito, aquelas mesmas amigas que você sabe quem é, eu nem sei se eu quanto a elas ou se eu mantenho a minha pose de santa do pau oco, e riu gostosamente. Eu disse que não contasse, depois ser corno é uma delícia desde que não seja divulgado desde que ninguém saiba anão ser só nós e nem mesmo comedor deve saber, assim mantendo esse nível de perigo, de comer uma mulher casada, ele vai manter sempre muito tesão Por Ela, no que concordou dizendo; verdade amor, quero que ele mantenha esse tesão com o qual ele me pegou hoje. Quando chegar em casa eu te conto detalhes.

Daquela hora em diante então as horas pareciam não passar os minutos me torturavam, queria saber como foi meu primeiro chifre, queria detalhes mas somente depois que eu chegasse em casa às 22 e 20 mais ou menos.

As horas se arrastaram mas enfim cheguei em casa, esposa de banho tomado toda cheirosa e feliz, Embora bem cansada pois havia gozado 5 vezes .

5 vezes perguntei surpreso?

Sim isso mesmo que você ouviu, 5 vezes. Amor que pau delicioso, em definitivo você vai ser corneado mais vezes.

Essa altura meu pau estava muito duro e babando, me conta detalhes amor me conta detalhes, como foi.

Bom qual forma eu te disse antes, depois daquela encochada na guarita, e aquele beijo em que senti e percebi nível de tesão que ele tava por mim, quase não consegui trabalhar direito me concentrar no que tinha que fazer, passei o dia inteiro com a buceta meladinha, louca para chegar a hora em que ele iria passar lá perto do meu emprego e que eu iria até o sítio do avô dele.

5 e 8 em ponto, sai do meu emprego ele já estava esperando um pouco a frente, olhei e me certifiquei que ninguém estava vendo eu entrar naquele carro de um aparente desconhecido, ele tentou me beijar mas eu disse não aqui não e saímos.

O sítio do avô dele existe um a hortaliças alguns pés de frutas como laranja mexerica ,limão, alguns pés de mamão, e o pequeno cafezal, Havia 2 pequenas casas aquele chamava de cabana, rústicas mas acolhedoras, às vezes alguns familiares seu de fora, passavam o fim de semana lá a fim de buscar sossego e tranquilidade que só um ambiente de sítio pode proporcionar.

Disse ele que ali podíamos ficar à vontade porque somente nos finais de semana é que alguém se aventura ir lá. Fiquei muito à vontade, pois ali podia gemer e gritar de prazer que ninguém iria ouvir a não ser ele.

Edson parou o carro bem perto de uma das cabanas, gentil abriu a porta  do carro pra mim, me pegando pela mão, andamos até a porta como se fôssemos namorados, ele abriu a porta da cabana, e pude ver que era apenas 3 cômodos, uma pequena cozinha, uma pequena sala com uma TV, e um quarto maior com uma cama de casal, o colchão da cama de casal era de mola, coisa pouco comum pra uma casa de roça. Depois de me mostrar a casa, perguntou se eu queria beber uma água depois era só o que tinha, eu aceitei pois estava com sede minha ansiedade era muito grande então isso me provocou sede, ele abriu a pequena geladeira na cozinha, onde havia algumas garrafas com água, pegou um copo no armário me serviu agua fresca. Após tomar aquela água me refrescar, mal acabara de engolir a água e ele me agarrou com força e aproximou os seus labios do meu, e parou bem próximo a minha boca , com pau extremamente duro, com um olhar penetrante, fixou nos meus , isso me deu tanto tesão, meus seios estavam tão duros que por pouco não furou meu sutiã, e a bucetinha parecia até gozada, de tão úmida de tão encharcada, não me contive, fui eu que tomei a iniciativa de beijá-lo. Pude sentir todo o tesão daquele homem naquele beijo, e acho que ele percebeu meu também, depois foi se aproximando da cama, eu dando passos pra trás enquanto enquanto nos beijávamos, até que sentir  que encostei na cama, ele fez leve pressão no meu corpo me empurrando, e pude sentir aquela cama de mola a balançar com o peso do meu corpo, enquanto ele sorria vitorioso me olhando em pé ao lado da cama, percebi que ele me comia com os olhos, ele tão desabotoou as calças puxou a para baixo junto com a cueca, e que visão linda que tive, que pau lindo, grande grosso, e extremamente duro, parecia apontar para cima, nunca pensei que veria coisa tão linda, como o pau do Edson.

Ele subiu sobre mim e começou a me beijar, ao cair na cama e minha quase minissaia,levantou um pouco, deixando exposta minha Mini calcinha branca, quando ele sorriu em pé sobre a cama, ele percebeu minha calcinha toda molhada, por isso o sorriso de vitorioso. Sobre mim me beijando, enquanto eu sentia aquele pau encostando na minha bucetinha, um beijo com tesão é bem diferente, principalmente quando você está beijando alguém não é seu marido.

Eu muito ansioso dizendo segurando meu pau já pra gozar, mas e aí como foi ?

Calma corninho, você é chamado de corninho me fez gozar, essa narrativa dela foi como foi feita enquanto estávamos deitados um virado de frente pro outro, acabei gozando no vestido dela, meu pau pulsava frenético, ela riu, nossa mas já, tô te contando ainda só o começo só introdução.

Não sabia que você gostava tanto assim de ser corno, viver até te contado o caso do Ivan, então, logo no primeiro ano do nosso casamento, aí eu já poderia estar de corneando a mais tempo, e riu gostosamente.

Esse desejo de ser corno a maioria dos homens tem, mas poucos os que têm essa coragem de se revelar as suas esposas, e acreditem, a maioria das esposas, gostariam de ter uma noite, um homem que trata-se como uma fêmea carente de sexo, sem pudor, sem frescura, somente seu instrumento de prazer, toda mulher pelo menos a maioria gostaria de ser tratada assim. E pro corno, é assim mesmo que sua esposa deve ser tratada, dá muito tesão forma com que o macho usa e abusa da sua rainha do lar.

A Rose é a minha rainha, seu prazer, é meu prazer.

Beijei minha esposa de forma apaixonado, como nunca havia antes beijado, e tive a certeza, ela é a mulher da minha vida, tenho certeza, que o Edson também não a esquecerá.

Ela pediu amor, vá tomar banho, disse rindo, você está cheirando fábrica, assim que terminar, e tiver cheirosinho, te conto como foi.

Como um bom corninho, obedeci, a partir daquele dia, ela passou a mandar em mim, de maneira integral, não de uma maneira arrogante, mas por que minha admiração por ela, triplicou.

Banho tomado, já voltei de pau duro de novo, da gosto de ver assim amor, disse ela. A tempos não devia tão empolgado, deita aqui do meu lado que eu vou te contar tudo.

Ele ensina de mim me beijando enquanto eu sentia aquela rola deliciosa roçando entre minhas coxas e minha bucetinha, trancei as pernas nas costas dele, puxando-o e apertando seu corpo contra o meu, praticamente eu estava bombando nele, e foi tão gostoso eu gozei, quase mordia a língua dele de tanto tesão.

Que Alívio ! Aquele tesão do dia inteiro, extravasou naquele momento, fiquei um pouco bamba, pois foi muito intenso, ele percebeu, e deito do meu lado sorrindo. Como intensa é você, disse ele, é assim também com seu marido ?

Não-respondi.

Amo meu marido, mas em matéria de sexo ele só quebra o galho, já tinha vivido uma experiência sexual muito intensa, mas essa com você, nem se compara.

Ele sorriu convencido sabendo-se garanhão, ficou de joelhos na cama, de frente a mim, agarrou minha quase de saia com as duas mãos, levantei o quadril, e ele puxou minha saia até sair pelas pernas, em seguida, fez o mesmo procedimento com minha calcinha, suspirei de tesão.

Impressionante como um pau daquele tamanho, ainda permanecia duro apontando para cima, como é gostoso saber que aquele pau estava assim por que queria entrar na minha bucetinha. Mas ele é um comedor metódico, profissional do sexo, sem pressa de estar dentro de mim, se inclinou com a cabeça entre as minhas pernas e começou beijar de um lado e de outro minhas coxas alternadamente, arrepiei até a espinha, ele foi subindo, fazemos mesmo na minha virilha, que homem gostoso, como sabe dar prazer a uma mulher.

 Perdoe me meus amigos, mas como ficar indiferente há uma narrativa dessa, podia sentir nas palavras dela todo o tesão que a envolveu, gozei de novo.

E gozei aqui só de contar para vocês, no próximo conto eu continuo, para não ficar muito longo e cansativo.

--- Criado com nosso formulário simples e amigável. Você já desabafou hoje?

Reportar

O que você acha?

Escrito por Cdrose

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *


O período de verificação do reCAPTCHA expirou. Por favor recarregue a página.

Um Comentário

Conteúdo 18+
Clique para ver esta postagem

Transando com outro

Conteúdo 18+
Clique para ver esta postagem

infelismente tenho o penis pequeno